“De Repente Uma Família” o realismo e singeleza das relações

>>“De Repente Uma Família” o realismo e singeleza das relações

“De Repente Uma Família” o realismo e singeleza das relações

Por | 2018-11-30T22:57:15+00:00 30 de novembro de 2018|Crítica Cinematográfica|0 Comentários

De Repente Uma Família (Instant Family) (Comédia/Drama); Elenco: Mark Wahlberg, Rose Byrne, Octavia Spencer, Isabela Moner; Direção: Sean Anders; USA, 2018. 118 Min.

Quando se fala de família todas as abordagens são possíveis, das de horror – A Família Adams – às inusitadas – Os Flintstones – Mas, uma coisa todas tem em comum o afeto, seja ele enrustido ou declarado. Além. é claro, de muita confusão. Tudo isso a gente encontra no mais recente filme do diretor Sean Anders, quase um especialista em comédias leves e de ironia fina. Em “De Repente Uma Família” o argumento é a adoção de filhos, o viés o realismo e a abordagem a do afeto.

Pete (Mark Wahlberg) e Ellie (Rose Byrne) é um casal sem filhos que decide adotar uma criança, em oposição às  suas famílias que preferem filhos biológicos. Quando encontram alguém que lhes chama a atenção, Lizzy (Isabela Moner) ela não está sozinha, vem com dois irmãos menores. As confusões postas no roteiro são todas plausíveis, mas a pegada é de comédia, de desconstrução de hipocrisias regada a ironia fina.

Sean Anders dirigiu e roteirizou o longa e tem um currículo farto de comédias com tiradas sutis e sofisticadas. Aqui ele esbanja seu talento e conta com atuações competentes como a de Mark Wahlberg de “Todo Dinheiro do Mundo” (2017); Rose Byrne de “Juliete, Nua e Crua” (2018) e Isabela Moner de “Sicário: O Dia do Soldado” (2018). Mas, o carro chefe é mesmo o roteiro e a bordagem que não é piegas, ao contrário, é bem realista.

“Instant Family” (no original) ainda serve como personagem conceitual para discutir adoção, relações humanas, traumas, constituição do ser humano, conexões de afeto e relações familiares. No estilo filme de sessão da tarde, o longa vale mais do pesa e é uma excelente pedida.

Sobre o Autor:

Amante da sétima arte e escritora por hobby

Deixar Um Comentário