‘Godzilla II’ – a revitalização da franquia

>>‘Godzilla II’ – a revitalização da franquia

‘Godzilla II’ – a revitalização da franquia

Por | 2019-05-29T20:25:58+00:00 29 de maio de 2019|Crítica Cinematográfica|0 Comentários

 

Godzilla II: Rei dos Monstros ( Godzilla II: King of the Monsters) (Ação/Aventura/Fantasia); Elenco:Kyle Chandler, Vera Farmiga, Millie Bobby Brown; Ken Watanabe;Direção: Michael Dougherty; USA/Japan, 2019. 131 Min.

Esqueçam aqueles filmes japoneses sobre monstros em que o roteiro era sempre o mesmo, as roupas dos monstros eram frouxas e vestiam humanos sob maquetes. Hoje com a computação gráfica os monstros são criados virtualmente, os atores interpretam sob um fundo verde e está tudo em casa. O que ganhamos com isso? Qualidade na fabricação de realidade, uma exigência muito maior de interpretação dos atores e um equipe muito maior por trás das câmeras do que sob os holofotes.

Em “Godzilla 2” a cientista Emma (Vera Farmiga) traz questões filosóficas (pasmem!) para um filme de ação e do estilo cinema catástrofe, sobre o direito dos seres humanos ao planeta terra, em detrimento dos monstros (titãs). Michael Dougherty, diretor de filmes como “Krampus” (2015) e “Trick’r Treat” (2007) investe pesado em atuações tensas, algumas referências, como: “Jurassic Park”; “ET” (1982); “Fúria de Titãs” (1981); “Viagem ao Fundo do Mar” (1964-1968) e muita ação. Um aspecto que merece destaque é a atenção à mitologia japonesa sobre monstros. O elenco composto por Kyle Chandler, Ken Watanabe e Saley Hawkins (indicada ao Oscar por “A Forma da Água”) completam o pacote.

O filme tem público alvo, os fãs dos filmes apocalípticos, e pela fórmula, deve agradar. Sai fora da caixinha dos filmes do gênero trazendo uma trilha sonora que não é somente retumbante, mas uma adaptação da clássica trilha da franquia e alguns diamantes de reflexão. sem muito aprofundamento, é claro, pois, não é o objetivo. Vaticinando: Vale o ingresso!

Sobre o Autor:

Editora do site Cinema & Movimento e crítica cinematográfica

Deixar Um Comentário