Voyage of Time: Life's Journey

>>Voyage of Time: Life's Journey

Voyage of Time: Life's Journey

Por | 2016-10-21T11:42:40+00:00 21 de outubro de 2016|Crítica Cinematográfica|0 Comentários

Voyage of Time: Life’s Journey (Documentário/Drama); Elenco: Cate Blanchett; Direção: Terrence malick; França/Alemanha/EUA, 2016. 90 Min. #FestivalDoRio2016

Filosófo de formação, Terrence malick tem obras cinematográficas, marcadamente, de reflexão sobre aspectos subjetivos. Indicado a três Oscars ao longo de sua carreira tem em “Árvore da Vida” (2001) um referencial de seu tipo de abordagem. Em “Voyage of Time: Life’s Journey” o cineasta traz para o grande público a sua visão da força motriz da vida, desde a criação das galáxias, passando pela formação do sol, da terra e suas eras geológicas ao  surgimento da vida microscópica e do homem. Malick vai do princípio ao suposto destino, em forma de prece. Com uma poesia imagética estonteante e imagens de difícil captura, o cineasta faz uma declaração de amor à Terra com uma edição esmerada.

Na voz de Cate Blanchett, a prece da humanidade à mãe Terra é a linha que costura um desfile de imagens arrebatadoras. Desde a criação das galáxias com uma arte computacional quase que didática, a takes de erupções vulcânicas, aquáticos e de savanas espetaculares, que possivelmente, levaram meses para serem capturados. A co-produção entre França, Alemanha e Estados Unidos se define como primorosa.  Uma obra de arte de fotográfica cinematográfica assinada por Paul Atkins, ganhador de dois BAFTAs e especialista em documentários na natureza. É mais conhecido do grande público pelo filme “Mestre dos Mares” (2003).

O arremate final é a edição meticulosa de Rehman Nizar Ali de “Cavaleiros de Copas” (2015) e Keith Fraase de “Amor Pleno” (2012). Tendo como um dos produtores Brad Pitt , abocanhou o Green Drop Award do Festival de Veneza  e foi  indicado ao Leão de Ouro. “Voyage of Time: Life’s Journey” é o único longa-metragem em que Cate Blanchett é só um detalhe. Vale o quanto pesa.

  • Mostra Panorama do Cinema Mundial #FestRio2016

Sobre o Autor:

Editora do site Cinema & Movimento e crítica cinematográfica

Deixar Um Comentário