Vencedores da Mostra de Cinema de São Paulo 2017

>>Vencedores da Mostra de Cinema de São Paulo 2017

Vencedores da Mostra de Cinema de São Paulo 2017

Por | 2018-06-16T20:04:05+00:00 2 de novembro de 2017|Mostras e Festivais|0 Comentários

A cerimônia de encerramento da 41ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo aconteceu ontem (01/11) no Cinearte com a  exibição do filme ” A Trama” de Laurent Cantet. Apresentada por Serginho Groissman e Renata Almeida, foram anunciados os  vencedores do Troféu Bandeira Paulista, do Prêmio do Juri Internacional,  do Prêmio Petrobrás de Cinema, do Prêmio do Público e da Crítica, além do Prêmio da ABRACCINE (Associação Brasileira de Críticos de Cinema).

Os filmes da competitiva Novos Diretores mais votados pelo público foram submetidos ao Juri Internacional da Mostra que escolheu o documentário Chileno “O pacto de Adriana” de Lissite Orozco como vencedor do Troféu Bandeira Paulista.

O Prêmio Petrobrás de Cinema nas duas categorias: ficção e documentário foram para: “Aos Teus Olhos” de Caroline Jabour e “Em Nome da América” de Fernando Weller, respectivamente.

O prêmio do público dividiu-se, também, em duas categorias a de ficção e a de documentário, e abarcou as produções nacionais e internacionais. O prêmio de melhor filme estrangeiro de ficção foi para “Com Amor, Van Gogh) uma produção polonesa dirigida por por Dorota Kobiela e Hugh Eelchman; o Prêmio de melhor documentário estrangeiro foi para o francês “Visages, Villages” de Agnés Varda e Jr.

Dentre os brasileiros, os premiados foram, na categoria ficção: “Legalize Já” de Johnny Araújo e Gustavo Bonafé; e na categoria documentário  “Tudo é Projeto” de Joana Mendes da Rocha e Patrícia Rubano.


Já o prêmio da Crítica se dividiu entre melhor filme brasileiro, melhor filme estrangeiro e Prêmio Especial do Juri e o Prêmio da Associação Brasileira de Críticos (ABRACCINE). O prêmio de melhor filme brasileiro foi para “Gabriel e a Montanha” de Felipe Barbosa; o de melhor filme estrangeiro foi para a produção francesa “Custódia” de Xavier Legrand e Prêmio Especial do Juri foi para o documentário, também francês, “Visages, Villages” de Agnès Varda e Jr. Quem levou o ABRACCINE foi o brasileiro “Yonlu” dirigido por Hique Montanari.

E assim se fecha o ciclo 2017 da festa do cinema em terra ‘brasilis’. Agora todos os olhos se voltam se para as premiações técnicas internacionais  pre-oscar (de diretores, de roteiristas, de produtores e afins) e premiações menores que esquentam a disputa ao prêmio maior do cinema como o BAFTA e o Globo de Ouro, aumentando ou diminuindo as chances dos filmes que concorrem a uma vaga para disputar o Oscar 2018. Como se vê a saga ainda não acabou, agora é só assistir de camarote e torcer, fazer suas listinhas, bolões e etc…  Eita vida difícil, essa de cinéfilo, sô!

 
 
 
 
 

Sobre o Autor:

Amante da sétima arte e escritora por hobby

Deixar Um Comentário