‘Heroína(s)’ – alteridade, solidariedade e ação social pelo bem comum

>, Resenha cinematográfica>‘Heroína(s)’ – alteridade, solidariedade e ação social pelo bem comum

‘Heroína(s)’ – alteridade, solidariedade e ação social pelo bem comum

Por | 2018-07-28T16:38:19+00:00 28 de julho de 2018|Recomendados, Resenha cinematográfica|7 Comentários

Heroína(s) (Heroin(e)) (Documentário); Participações: Jan Rader, Patrícia Keller, Necia Freeman; Direção: Elaine McMillion Sheldon. USA, 2017. 39 Min.

 

Introdução

A Cidade de Huntington em West Virginia se encontra no epicentro da epidemia de opióides na América, é considerada a capital da overdose nos Estados Unidos. O média-metragem de 39 Minutos dirigido por Elaine McMillion Sheldon traz a história do combate à essa realidade e a este estigma mostrando o cotidiano de três mulheres: a chefe do departamento dos bombeiros da cidade, Jan Rader; a juíza da corte de entorpecentes do condado de Cabel Patrícia Keller e a agente social de um ministério cristão qua atua nessa seara na cidade, Necia Freeman. Juntas, cada uma em sua esfera de atribuições combatem o uso e abuso de drogas através de socorro,  de medidas sociais legais de acordo com a legislação  e de ajuda com infraestrutura em conjunto com programas sociais distribuindo alimentação, retirando das ruas e conseguindo abrigo.

O registro desse trabalho num documentário forte, chocante e, ao mesmo tempo, acalentador, é um grito de alerta para uma realidade dura e que não é exposta como realidade da América, ao mesmo tempo que mostra o quanto de pouquinho em pouquinho se pode fazer a diferença.

O Curta-metragem

Ninguém procura as drogas por que a vida está maravilhosa ou porque está explodindo de felicidade. O media-metragem denuncia uma realidade social de desemprego, de falta de preparo educacional, de problemas na estrutura familiar, ou seja, de afeto. A realidade é um microcosmo de uma realidade muito maior de construção de sociedade e seu modo de produção que tolhe, mutila, explora, não proporciona segurança social e que é mundial, não é só privilégio dos Estados Unidos. Isso para falar dos aspectos social e econômicos, sem entrar nas questões antropológicas da construção dos tipos  de sociedades que estamos criando e nos virando para dar conta dessas relações líquidas, superficiais, sem comprometimento ético e afins. A obra se detém  na realidade de Huntington, mas ela pode ser a realidade de muitos outros lugares. Essa é privilegiada por constar em registro numa obra audiovisual que teve a oportunidade de concorrer ao Oscar e que, por isso, tomou essa proporção em conhecimento e divulgação. Aqui se registra o cotidiano de socorro a vítimas de overdose, uma média de 70/dia (não, não é pouca coisa) por isso, chamou atenção da diretora Elaine McMillion Sheldon. O tour é feito no carro da chefe dos bombeiros com o registros dos socorros, primeiros atendimentos e com imagens chocantes. Num segundo momento se apresenta o trabalho de Necia Freeman, uma assistente social que trabalha numa organização cristã que ajuda moradores de rua vítima do uso de drogas e prostituição. A distribuição de alimentos, material de higiene, o emprestar os ouvidos para ouvir o que o outro tem a dizer, encaminhar para abrigos e clínicas e por último o trabalho da Juíza Patricia Keller que, coordena as punições legais aos que cometem pequenos delitos consequentes do uso de drogas em conjunto com programas de sociais de reabilitação.

O audiovisual, independente da modalidade, se cinema, televisão, plataforma streaming é um instrumento que serve para diversos fins, da diversão  aos fomentos ideológicos; de difusor de pensamento e fomentador de reflexão à veículo de quebra de paradigmas. “Heroína(s) se encaixa na segunda premissa. Nos mostra uma realidade que não aparece na vitrine da terra da liberdade e nos mostra o quanto pode cada um na mudança de uma realidade. Três mulheres em seus afazeres profissionais fazem a diferença na cidade de Huntington. Isso, direta ou indiretamente, também fomenta em nós, qualquer que seja nossa atividade secular a acreditar que também podemos fazer alguma coisa pelo nosso entorno dentro de nossas capacidades, possibilidades e oportunidades. Nos incentiva a nos importarmos com o próximo, nos mostra que dá resultado, é só dar o primeiro passo.

Considerações finais

“Heroína(s), para além de uma obra cinematográfica é o registro do bem e da força de mulheres, na história e por trás das câmeras. Dirigido por uma mulher, Elaine McMillion Sheldon; registrado pela diretora de fotografia Karren James Sheldon e editado por Kristin Nutile o curta é uma metalinguagem da força de mulheres no fazer a diferença no mundo. O título do documentário faz uma alusão  à droga mais consumida naquele contexto e que traz o roteiro chocante a que o espectador assiste e que metaforicamente traça um paradoxo como o adjetivo que caracteriza o socorro, a ajuda e a orientação. Que belo trocadilho!

A diretora tem outros trabalhos, dentre eles um produto consequência deste ,”Amigos da Clínica” (Recovery Boys) (2018), também uma produção Netflix. “Heroin(es)” (no original) é para se assistir mais de uma vez. A primeira, para se impactar; a segunda para admirar a coragem, a força e a dedicação dessas mulheres, e também para se inspirar. Vale mais do que pesa. Que belíssimo trabalho!

  • “Heroina(s)” e “Amigos da Clínica” continuam disponíveis na plataforma Netflix para serem vistos a qualquer tempo.

 

 

Sobre o Autor:

Editora do site Cinema & Movimento e crítica cinematográfica

7 Comentários

  1. pokerhp.org 13 de fevereiro de 2019 em 09:53 - Responder

    I am in fact grateful to the owner of this site who has shared this fantastic article
    at at this place. http://pokerhp.org

  2. Kristen 15 de março de 2019 em 06:31 - Responder

    It’s perfect time to make a few plans for the longer term
    and it’s time to be happy. I have read this put up and
    if I may I want to suggest you few attention-grabbing things or tips.

    Maybe you can write subsequent articles regarding this
    article. I desire to learn even more issues approximately
    it! I’ve been browsing on-line more than three hours nowadays,
    but I by no means discovered any fascinating article like yours.
    It is pretty value enough for me. Personally, if all web owners and bloggers made good content
    as you probably did, the web will probably be much more useful
    than ever before. It is perfect time to make some plans for the future and it
    is time to be happy. I have read this post and if I could
    I wish to suggest you few interesting things or tips.
    Maybe you could write next articles referring to this article.
    I want to read even more things about it! http://nestle.com

  3. Kadenceorlando.com 18 de março de 2019 em 06:40 - Responder

    It’s actually very complicated in this busy life to listen news on TV, therefore I just use the web for that reason, and get the most up-to-date
    information. http://Kadenceorlando.com/

  4. Frank 19 de março de 2019 em 18:43 - Responder

    Wow, this post is fastidious, my sister is analyzing these things, therefore I am going to convey her.

    Thank you for the auspicious writeup. It in fact was a amusement account it.
    Look advanced to more added agreeable from you! By the way,
    how can we communicate? I have been surfing online more than three hours
    today, but I by no means discovered any interesting article like yours.
    It’s beautiful value sufficient for me. In my
    view, if all web owners and bloggers made just right content material
    as you probably did, the internet will probably be much more helpful than ever before.
    http://aoc.com

  5. Jona 15 de abril de 2019 em 23:58 - Responder

    I am sure this piece of writing has touched all the
    internet people, its really really pleasant paragraph on building up new web site.
    Greetings! Very useful advice in this particular post! It is
    the little changes that make the biggest changes.
    Thanks a lot for sharing! I’ll immediately grab your rss as I can not to find
    your e-mail subscription hyperlink or newsletter service.

    Do you have any? Please let me know in order that I may just subscribe.
    Thanks. http://samsung.com/

    • Sonia Rocha 2 de maio de 2019 em 00:48 - Responder

      Hello!
      My e-mai for contact is: cinemaemovimento@outlook.com
      We have newsletter at this page. Contact us for there or follow us at Facebook page (facebook.com/cinemaemovimento)
      Thanks
      Sonia Rocha
      publisher

  6. Hello there, just became aware of your blog through Google, and found
    that it’s really informative. I’m going to watch out for brussels.
    I’ll appreciate if you continue this in future.

    Many people will be benefited from your writing.
    Cheers! https://www.Businessandleadership.com/leadership/item/33518-what-makes-a-leader/

Deixar Um Comentário